sexta-feira, 2 de junho de 2017



SESSÃO ACADÉMICA



A 17 de Maio de 2017 realizou-se uma Sessão Académica conjunta da Delegação de Portugal da Federação das Academias de História Miliar Terrestre do Brasil (FAHIMTB) e da Associação dos Pupilos do Exército (APE), na sede social desta última.
 Presidiu à Sessão o Sr. Coronel Aviador Fernando César da Costa e Silva Braga, Adido do Exército e Aeronáutica, sendo acompanhado na Mesa de Honra pelo Sr. Coronel de Inf.ª Alexandre Ribeiro de Mendonça, Oficial de Ligação do Exército Brasileiro na Área Cultural junto do Exército Português, Sr. Fernando Batista Pires, Presidente da Direcção da APE e pelo Sr. Eng.º Rui Santos Vargas, Delegado em Portugal da FAHIMTB.

Mesa de Honra (Fotografia de Ernani Balsa)

Da assistência que enchia por completo a Sala José Barroso Júnior (APE) destacamos:
- Sr. Eng.º João Dias, Vereador da Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica, Lisboa;
- Sr. Major Luís Miguel Parreira Roberto, em representação da Direcção do Instituto dos Pupilos do Exército (IPE);
- Sr. Tenente-General Silvino da Cruz Curado (Académico de Mérito da Academia Portuguesa de História);
- Sra. Prof.ª Maria de Jesus Caimoto Duarte (Prof. de História Jubilada do IPE).
A Sessão teve início com palavras de Boas Vindas por parte do Delegado em Portugal, e com um breve esboço histórico do percurso e actividades da Federação desde a sua fundação a  1 de Março de 1996 ainda como Academia de História Militar Terrestre do Brasil. Seguidamente, procedeu-se à entrega de Diplomas. Em primeiro lugar o Delegado Acad. Rui Santos Vargas fez a entrega ao Sr. Coronel Av. Fernando Braga do diploma de 1.º Delegado de Honra, em decorrência de exercer a função de Adido do Exército e Aeronáutica. Já como 1.º Delegado de Honra, o Sr. Coronel Fernando Braga entregou os seguintes diplomas:
- 2.º Delegado de Honra ao Sr. Coronel Inf.ª Alexandre Ribeiro de Mendonça;
- Membro-Efectivo Sr. Dr. Jorge Quinta-Nova;

- Membro-Efectivo Sr. Cor. Mário Jorge Freire da Silva.

O Sr. Cel Alexandre Mendonça abordou o tema de forma muito detalhada mas entusiasmante, para uma assistência muito participativa e interessada. Enquadrando a Batalha do Tuiuti na Guerra da Tríplice Aliança, o Sr. Cel Mendonça focou os antecedentes históricos, os contendores (Países, Chefes de Estado e Comandantes dos Exércitos), as características geográficas da região e o seu interesse geoestratégico, bem como as causas do conflito.

O Cel Alexandre Mendonça durante a sua comunicação. (Fotografia de Ernani Balsa)

O Sr. Cel Mendonça recorreu a suportes digitais multimédia para ilustrar e animar a comunicação. Durante a apresentação houve tempo para falar também da vida e obra do Duque de Caxias, Patrono do Exército Brasileiro, mas também Patrono da FAHIMTB.
Concluída a exposição, seguiu-se um animado período de questões, onde não faltaram alusões ao célebre canhão e troféu de guerra El Cristiano, à importância geo-estratégica do rio da Prata e de toda a sua bacia hidrográfica, etc. Seguiu-se uma pequena intervenção do Sr. Cel Fernando Braga para agradecer a acção da Delegação de Portugal da FAHIMTB, e para esclarecer a plateia do grau de importância que o Exército Brasileiro dedica às questões culturais, justificando a existência de um Oficial de Ligação em Portugal.
Para finalizar tomou a palavra o Sr. Fernando Batista Pires para agradecer a presença de todos, elogiando os méritos e a capacidade de prender a audiência demonstrada pelo Sr. Cel Alexandre Mendonça. Seguiu-se um Porto de Honra, que permitiu um pequeno convívio entre todos os convidados.



quarta-feira, 19 de abril de 2017

VI SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE
A PARTICIPAÇÃO DO BRASIL NA 2ª GUERRA MUNDIAL
(VI SENAB – 2ª GM)

Tema: ICONOGRAFIA DA GUERRA: fotografias, ilustrações e imaginário da FEB


   No dia 8 de maio de 2017, comemoraremos o 72.º aniversário da vitória das Forças Aliadas nos campos de batalha europeus, durante a 2.ª Guerra Mundial, momento em que os "Pracinhas" serão homenageados em todo o Brasil e também na Itália.
    A magnitude da participação da Força Expedicionária Brasileira (FEB) naquele conflito impõe a obrigação cívica de celebrar esse importante acontecimento, tão significativo para o Exército, quanto para a Nação Brasileira.
   Com tal propósito, a Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército (DPHCEx), por intermédio do Centro de Estudos e Pesquisas de História Militar do Exército (CEPHiMEx) conduzirá os eventos que se seguem:
a. Palestras de abertura e encerramento.
b. Comunicações temáticas sobre a iconografia da guerra: fotografias, ilustrações e imaginário da FEB
c. Exposição e apresentação de pôsteres temáticos.



Evento com o apoio da FAHIMTB.

Para mais informações consultar o link.

19 de Abril

Dia do Exército Brasileiro

Braço Forte, Mão Amiga!



Saudamos o Exército Brasileiro e os seus integrantes que hoje comemoram o seu dia festivo, na evocação da 1.ª Batalha dos Guararapes, de 19 de Abril de 1648.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

SESSÃO ACADÉMICA - 17 DE MAIO DE 2017

O Presidente da Direcção da Associação dos Pupilos do Exército e o 
Delegado em Portugal da Federação das Academias de
História Militar Terrestre do Brasil 
têm o prazer de convidar V. Ex.ª para a 
Sessão Académica que incluirá a palestra
A BATALHA DO TUIUTI no contexto da GUERRA DO PARAGUAI - O maior conflito armado internacional ocorrido na América do Sul ”, 
que proferirá o 
Coronel de Infantaria Alexandre Mendonça (Exército Brasileiro).


DATA: 17 de Maio de 2017
HORA: 18:30 R. S. V. P.
LOCAL: Associação dos Pupilos do Exército    Tel.  217 782 980
Rua Major Neutel de Abreu n.º 20 – S/L Esq. 1500 - 411 Lisboa
(Coordenadas: 38º 44’ 52.5’’N; 9º 10’ 49.5’’W)



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

"AS EMPRESAS OU INTENÇÕES EMBLEMÁTICAS, SUA REPRESENTAÇÃO NO PALÁCIO LAVRADIO"

O Membro Efectivo desta Delegação, Prof. Dr. Humberto Nuno de Oliveira, vai apresentar já no próximo dia 18 de Janeiro de 2017 uma comunicação intitulada AS EMPRESAS OU INTENÇÕES EMBLEMÁTICAS, SUA REPRESENTAÇÃO NO PALÁCIO LAVRADIO, no âmbito das Tertúlias de História Militar da Direção de História e Cultura Militar.

A comunicação vai ser apresentada na Sala de Conferências do Palácio dos Marqueses do Lavradio, em Santa Clara, Lisboa.

A entrada é livre.







segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

SITE DA AHIMTB / Resende

Convidam-se os leitores à visita do site da AHIMTB / Resende onde poderão encontrar bastante informação da autoria dos Académicos e especialmente do Presidente da FAHIMTB e Fundador Cel Cláudio Moreira Bento.





Estão disponíveis para consulta e descarga:

  • Informativos O Guararapes;
  • Artigos;
  • Livros.

Boas leituras!





Resultado de imagem para claudio moreira bentoResultado de imagem para claudio moreira bentoResultado de imagem para claudio moreira bentoResultado de imagem para claudio moreira bentoResultado de imagem para claudio moreira bentoResultado de imagem para claudio moreira bentoResultado de imagem para claudio moreira bentoResultado de imagem para claudio moreira bentoResultado de imagem para claudio moreira bentoResultado de imagem para claudio moreira bento capasResultado de imagem para claudio moreira bento capasResultado de imagem para claudio moreira bento capasResultado de imagem para claudio moreira bento capasResultado de imagem para claudio moreira bento capasResultado de imagem para claudio moreira bento capasResultado de imagem para claudio moreira bento capasResultado de imagem para claudio moreira bento capasResultado de imagem para claudio moreira bento capasResultado de imagem para claudio moreira bento capas

segunda-feira, 25 de julho de 2016

COMBATENTES CONSTITUCIONALISTAS - PORTUGUESES NA REVOLUÇÃO DE 1932 EM SÃO PAULO

Artigo publicado no informativo O Fornovo n.º 13, Março de 2015, da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (São Paulo).


Pode ler neste link da Academia de Letras da Rondônia ou descarregar pdf do site da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (São Paulo).

"Tal como outra comunidades estrangeiras em São Paulo, a colónia portuguesa não ficou indiferente ao clima participativo e solidário da Revolta Constitucionalista, contribuindo com somas em dinheiro, mercadorias e intervenção directa."
"Porém, a mais significativa dádiva foi a que fizeram os portugueses constitucionalistas António Amaro e António Augusto, que queremos aqui homenagear. Ambos foram vitimas do conflito armado, e efectuaram a mais pura e generosa oferta em benefício dessa causa que abraçaram e consideravam justa deram a vida."